SEJA BEM VINDO

terça-feira, 20 de março de 2012

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2013

A Secretaria Executiva da Campanha da Fraternidade, juntamente com a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude e o Setor Universidades, todos pertencentes à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e representantes de universidades católicas e convidados se reuniram no Centro Cultural Missionário (CCM), em Brasília (DF), para debater sobre o texto base da CF de 2013, que terá como tema "Fraternidade e Juventude".
Mais de 20 pessoas, vindas de todo o país, participaram desta primeira reunião, que teve como meta debater assuntos ligados à juventude e aprovar o objetivo geral da Campanha da Fraternidade de 2013.
Segundo o secretário executivo da Campanha da Fraternidade, padre Luiz Carlos Dias, uma das preocupações do encontro foi buscar compreender um pouco mais o mundo em que vive os jovens de hoje. “Abordamos, na reunião, panoramas da juventude, no contexto atual de mudanças profundas e procuramos perceber elementos do impacto das novas redes sociais entre os jovens.
Nós nos preocupamos ainda com a exclusão digital de parcela da população jovem e tratamos, com muita preocupação, da violência que tem se tornado frequente e corriqueira entre a juventude”, disse.
O Setor Universidades dando continuidade ao dialogo e a parceria que se estabeleceu entre as Universidades Católicas e a CF, estiveram presentes, na reunião, com representantes da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) PUC-Paraná, PUC-Goiás, PUC-São Paulo e Universidade Salesiana (Unisale) de São Paulo e a secretaria do Ensino Superior da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (ANEC).
Foi destacada durante o encontro a palestra dada pela professora Maria Isabel da PUC-Rio. Ela fez uma pesquisa de tendência, ou seja, ela analisou as tendências do trabalho em um futuro.
“Não há duvidas de que passamos por uma verdadeira mudança de época, um período dominado pelas redes sociais, pela democratização do conhecimento. A revolução tecnológica e a cultura midiática proporcionam novas linguagens”, destacou o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Eduardo Pinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário