SEJA BEM VINDO

domingo, 3 de março de 2013

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2014 - CONTRA O TRÁFICO HUMANO

Em 2014, a Campanha da Fraternidade terá como tema “Fraternidade e Tráfico Humano”, e o lema “É para a liberdade que Cristo nos libertou.” (Gl 5,1).
Os católicos e igrejas pertencentes ao Conselho de Igrejas Cristãs – CONIC -  vão estudar, ler, refletir, orar e  escolher as ações de combate ao trabalho escravo á partir do tema  da “Fraternidade e Tráfico Humano”.
A escolha surgiu pela proposta dos Grupos de Trabalho de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e de Combate ao Trabalho Escravo, da Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB), entidades ligadas á Pastoral da Mobilidade Humana, como Serviço Pastoral do Migrante, ou a Rede. Um Grito Pela Vida da Conferência dos Religiosos do Brasil, Pastorais Sociais como a Comissão Pastoral da Terra.
A Organização Internacional do Trabalho (OIT) se declara com uma estimativa global quanto o aumento de pessoas vítimas  do tráfico humano, trabalho forçado e tráfico para a exploração sexual também.
Geralmente o crime surge de forma clandestina, sendo 20,9 milhões  de forma global, sendo que  o número de pessoas traficadas na América Latina e Caribe é de 1,8 milhões.
Analisando bem isto demonstra que 3,1% acima da média global.
Adultos, crianças, mulheres e homens, todos são vitimas do tráfico e os observadores ativistas do Combate ao Trabalho Escravo e Erradicação, considera que a situação do Brasil é muito desafiadora.
Em nosso país a figura do “gato, “que ocorre através do aliciamento atinge as pessoas mais vulneráveis”“.
Por esta razão já existem duas Comissões Parlamentares de Inquérito no Congresso Federal.
O tema da Campanha da Fraternidade chegará junto com a Copa de 2014, época em que teremos um Brasil de Mega Eventos. A igreja e o povo de Deus pretende ficar de olho para não virar escravo. A campanha será intensificada com um trabalho de conscientização e assim, se pretende minimizar esta prática criminosa.
Grandes barragens, linhões e ferrovias, a expansão da monocultura e agronegócio, e até a constatação do avanço de pessoas bolivianas e peruanas são traficadas para o Brasil, serão discutidos e combatidos com rigor pela igreja profética que se faz comprometida com a justiça social.
O oficio da ONU sobre drogas e crimes estima que 140 mil de pessoas, principalmente, mulheres traficadas e exploradas sexualmente, garantindo que 13% são sul – americanas.


DESTINO
A  Espanha é o lugar especial  para a prática do tráfico, depois venha a Itália, Portugal, França, Holanda, Áustria e Suíça.
A Organização Internacional Para Imigrações constatou que há um crescimento bem acentuado na América Latina e Caribe do Tráfico de Imigrantes. Já a Comissão Pastoral da Terra (CPT) divulga dados que no Brasil 250 casos de trabalho escravo no ano são preocupantes. Por outro lado o Ministério do Trabalho informa que conseguiu resgatar 38.000 trabalhadores.

Um comentário: